O uso sustentável da biodiversidade na Amazônia
Reunião apresenta projeto para Ilha de Urubuoca

Várzea Engenharia prevê a implantação de Escola de Várzea em Urubuoca, uma das 42 ilhas que integram a região metropolitana de Belém.

O Diretor Presidente da BioTec-Amazônia, professor José Seixas Lourenço, participou nesta terça-feira, 11 de junho, de reunião no 1º andar do Espaço Empreendedor, no Parque de Ciência e Tecnologia – PCT Guamá, onde foi apresentado o projeto da Escola de Várzea prevista para ser construída em Urubuoca, uma das 42 ilhas que integram a região metropolitana de Belém – PA. O prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, que participou da reunião, pode conhecer o projeto Escola de Várzea e Escola de Pesca, e na ocasião propôs apresentar o projeto para avaliação dos barraqueiros, catraieiros e associação dos morados da localidade.

Na reunião, também, esteve presente o titular da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica, Carlos Maneschy; o Coordenador Técnico da Federação das Associações de Municípios do Pará – FAMEP, Francisco Oliveira; o assessor político da Secretaria de Estado de Educação – Seduc, Leôncio Siqueira; e os sócios da empresa Várzea Engenharia, José Coelho e Acácio Canto, além de parte da equipe da empresa Várzea.

Além da proposta da construção na ilha de Urubuoca, também foi apresentado projeto para a construção de barracas flutuantes munidas com sistema para tratamento de água e sistema de tratamento por meio de biodigestor no município de Salinópolis-PA, além de ser discutida a ideia de barracas flutuantes com os respectivos sistemas de tratamento a serem implantadas em Alter do Chão, Santarém – PA.

Casa de Várzea – Sustentabilidade, tecnologia e inovação é o tripé do projeto Casa de Várzea, criado pelo engenheiro civil José Coelho, que na oportunidade apresentou como surgiu sua ideia, com as cheias do rio Amazonas e as casas submersas por um longo período. Foi com base nessa experiência de vida que o engenheiro idealizou a Casa de Várzea, durante a sua graduação no curso Engenharia Civil, e agora pretende adaptar o projeto para a criação de escolas tecnológicas para o Estado.

A empresa Várzea Engenharia, localizada no Parque de Ciência e Tecnologia do Guamá (PCT Guamá), é a responsável pelo projeto Casa de Várzea que tem como objetivo, promover cidades sustentáveis por meio de casas e produtos desenvolvidos a partir de uma madeira denominada de Biossintética, a qual é produzida por qualquer tipo de polietileno, um tipo de plástico resistente que não se deforma com o calor, além da alta durabilidade.

“Esse projeto foi pensado por quem sofreu todas essas problemáticas, então a partir daí eu pensei no projeto casa de várzea. Uma casa que, quando o rio vier, ela suba junto, que não seja flutuante, balançando quando passar o barco, mas que seja adaptável à realidade do local”, explicou o engenheiro.

A Casa de Várzea é uma inovação tecnológica sustentável. É uma residência de palafita com o sistema de elevação hidráulica, que permite a subida e descida da casa quando necessário. Desenvolvida por meio da reciclagem de materiais que são transformados na madeira biossintética, diminui a poluição de resíduos plásticos, como também promove a geração de emprego e renda no Estado.

Silvia Leão

Comunicação BioTec-Amazônia. E-mail: silviadesouzaleao@biotecamazonia.com.br. Telefone: (91) 99271-5573. Endereço: Espaço Empreendedor, localizado no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá – PCT Guamá, 3ºandar, salas 401 a 404.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
shares