BioTec realiza reunião do  Consad e apresenta o planejamento 2020
  • Post category:Reuniões

A reunião do Conselho de Administração da Biotec-Amazônia contou com a participação de assessores e diretores da organização social.

“Tenho certeza que o nome ‘BioTec-Amazônia’ já é um nome bem mais conhecido tanto dentro como fora do estado do Pará”. Foi essa a conclusão do presidente do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos  (CGEE), com sede em Brasília (DF), Marcio Miranda, que participou, via videoconferência,  da reunião ordinária do  Conselho de Administração (Consad) da Organização Social BioTec-Amazônia, do qual ele faz parte como membro de notória capacidade profissional.

O presidente do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e também integrante do Consad como membro de notória capacidade profissional, Marcio Miranda, participou da reunião por meio de videoconferência. Foto: Ascom Biotec-Amazônia

A reunião, que ocorreu na da tarde da última segunda-feira (9) na sede da OS, localizada no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá, contou com a presença do diretor-presidente da BioTec-Amazônia, professor José Seixas Lourenço; da presidente do Conselho, Maria Paula Schneider;  do titular da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica  (Sectet), Carlos Maneschy; do dr. Rubens Naves, como representante do Conselho de Apoiadores da OS; de Adriano Reis Lucheta, como representante da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa); de Sidney Emanuel Batista dos Santos, como representante de Universidade Pública; além do assessor jurídico da Organização Social, Bernardino Ribeiro; da diretora administrativo-financeira, Sibele Caetano; do diretor técnico-científico, Arthur Luiz dos Santos; e do diretor de articulação público-privada, Sérgio Alves.

Na ocasião, foi aprovada por unanimidade a ata da última reunião, realizada no dia 26 de agosto de 2019, e ainda a recondução aos cargos do diretor-presidente e da diretora administrativo-financeira. Foram analisados ainda a proposta de novos associados efetivos e de ajustes e adaptações ao estatuto da OS. Na oportunidade também, Sibele Caetano destacou alguns pontos do relatório de prestação de contas do exercício 2019 e observou que este já fora aprovado pelo Conselho Fiscal da BioTec-Amazônia em reunião anterior. Também foi feita a apreciação do Relatório Anual de Execução de Contrato de Gestão, também relativo ao ano 2019.

Por fim, o diretor de articulação público-privada, Sérgio Alves, apresentou o planejamento da organização para o ano de 2020 em seus diversos eixos estratégicos de atuação. Dentre os principais pontos, pode se destacar os acordos de cooperação, as ações de captação de recursos, além das parcerias que serão firmadas com a empresa B8 e Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC). A BioTec-Amazônia está atraindo ainda três grandes empresas para os ambientes de inovação do Pará.

Estão previstos também a realização de eventos ligados à bioeconomia, a indução à criação e consolidação de polos de conhecimento, a construção de uma carteira de projetos, o mapeamento de competências instaladas no estado do Pará na área de bioeconomia e a realização de mais um curso sobre Propriedade Intelectual. No sentido do desenvolvimento institucional, pretende-se criar e institucionalizar uma Unidade de Projetos na BioTec-Amazônia, além de desenvolver e implementar um sistema web de gestão administrativo-financeira.

Diante do exposto, o titular da Sectet aproveitou para enfatizar que este é o momento que a OS tem para mostrar concretamente o que vem realizando. Ele enfatizou ainda que a BioTec-Amazônia deve estar efetivamente envolvida na implantação dos Centros de Desenvolvimento Regionais (CDRs), apresentados ao público na manhã desta segunda-feira (9), na sede da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). 

Com mais ênfase, o professor Carlos Maneschy observou que neste ano de 2020, último ano do contrato de gestão entre a Biotec e o Estado, é importante centrar o foco numa preocupação mais específica com relação à atração das empresas “que estão colocadas à porta”.  Recomendou que este deve ser um esforço prioritário da Biotec neste ano. “Isso é estratégico quando se discute o futuro da relação da Biotec com o Governo do Estado”.

Durante o evento na Sudam, o diretor-presidente da Biotec-Amazônia, professor José Seixas Lourenço, falou sobre o papel estratégico da OS na implantação dos CDRs.
Foto: Ascom Biotec-Amazônia

CDRs – Os Centros de Desenvolvimento Regional  são polos que têm a missão de estabelecer e organizar as cadeias produtivas de cada lugar ou região, no intuito de gerar o diálogo entre os atores dessa cadeia, integrando academia, governos, iniciativa privada, produtores e a sociedade civil organizada a fim de gerar o desenvolvimento local. Durante a reunião na Sudam, o diretor-presidente da Organização Social BioTec-Amazônia, acompanhado de diretores e assessores da associação, participou da reunião de sensibilização para implantação do Centro de Desenvolvimento Regional (CDR) no Pará. Na ocasião, Seixas Lourenço apresentou os eixos estratégicos de trabalho da OS. Estiveram presentes o senador Zequinha Marinho; os titulares das Secretarias de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) e De Desenvolvimento Econômico, Mineração E Energia (Sedeme), Carlos Maneschy e Iran Lima; a diretora do Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), Regina Silvério; o assessor parlamentar, Paulo Barone; o superintendente da Sudam, Paulo Correia; além de reitores e representantes das instituições de ensino e pesquisa do estado e representantes do Sistema S.

Deixe uma resposta