BioTec-Amazônia participa de encontro técnico do Conselho da Amazônia
  • Post category:Eventos

O evento é o último do ano e reúne todos os setores que, de alguma maneira, possuem atividades conexas e voltadas à Amazônia.

O Diretor-Presidente da BioTec-Amazônia, Professor José Seixas Lourenço, participou do Encontro Técnico entre o Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL) e a Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). O encontro foi realizado na sede da SUDAM, nos dias 9 e 10 de dezembro de 2020.

Essa foi a última reunião técnica de 2020 do Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL). O encontro contou com a participação do Vice-Presidente da República Hamilton Mourão, que preside o CNAL. Durante dois dias, técnicos e integrantes do Conselho, juntamente com técnicos da Sudam, puderam dialogar sobre os meios para coordenar ações voltadas para o desenvolvimento sustentável da região.

Professor José Seixas Lourenço foi convidado a participar do Painel 4: Inovação e Estímulo à Bioeconomia na Amazônia, que contou com a participação do Ministério do Desenvolvimento Regional, da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) e da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), entre outros.

Um dos assuntos abordados no Painel foi melhoria dos circuitos e das cadeias produtivas, e também ações para alavancar as vocações regionais e locais. O cacau foi usado como exemplo de facilidade para se adaptar na região e pensado como possibilidade de ser um fator de recuperação do solo. Os técnicos também trataram sobre potencial da biodiversidade e da bioeconomia, tecnologia e inovação na Amazônia, usada de maneira inteligente para promover desenvolvimento includente e sustentável para as pessoas da região.

O evento é o último do ano e reúne todos os setores que, de alguma maneira, possuem atividades conexas e voltadas à Amazônia.
(Imagem: Assessoria da Sudam)

A Superintendente da Sudam, Louise Caroline Campos Löw, lembrou, durante o painel, o trabalho da Organização Social BioTec-Amazônia junto aos pesquisadores responsáveis pelos 106 projetos selecionados que constam na Carteira de Projetos BioTec-Amazônia e na Carteira do Centro de Desenvolvimento Regional (CDR/Pará – RMB) com projetos de diversos representantes de instituições de ensino superior e institutos de pesquisa, dos Governos Federal, Estadual e Municipal e de Federações empresariais.

“Vamos valorizar os projetos locais, pois temos muitos projetos à nossa disposição. O Professor José Seixas Lourenço, que está aqui conosco, conversei com ele e nos apresentou uma Carteira de Projetos. Eu fiquei encantada, tinha vários projetos para serem tirados do papel. Eu não sabia qual escolher, pois um era melhor que o outro. Tinha projetos voltados para patentes, com uso da copaíba, do jambu. Projetos prontos que precisam apenas do apoio para sair do papel”.

Louise Caroline Campos Löw, Superintendente da Sudam
O Diretor-Presidente, José Seixas Lourenço, participou do
Painel 4: Inovação e Estímulo à Bioeconomia na Amazônia.
(Imagem: Ascom Sudam)

Trajetória – O Diretor-Presidente da BioTec-Amazônia fez um retrospecto de sua trajetória. Lembrou que chegou ao cargo de Diretor do Museu Goeldi, nos anos 80, a segunda instituição mais antiga de pesquisa do país; dirigiu o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), em Manaus, na década de 90 e foi reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), instituição que mais produz ciência na região. E, mais recentemente, foi o Reitor que implantou a Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), universidade voltada para o empreendedorismo na nossa região do Oeste do Pará, com sede em Santarém.

BioTec-Amazônia no Encontro Técnico entre o Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL) e a Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).
(Imagem: Ascom Sudam)

“Eu queria retratar uma das experiências mais 9interessantes que eu vivenciei. Eu fui o Secretário Nacional dos Assuntos da Amazônia, quando o Ministério foi fundido e nós aprovamos, em 1995, a Política Nacional Integrada da Amazônia Legal, aprovada em uma reunião do Conselho Nacional da Amazônia Legal. Fui Secretário Executivo. A instalação foi feita no Palácio do Planalto. Nós aprovamos com a presença de todos os governadores e o próprio Presidente da República”. Ele também ressaltou a importância da BioTec-Amazônia para o desenvolvimento das cadeias produtivas.

“Nesse meio tempo, nós criamos uma associação qualificada pelo Governo do Estado, a BioTec-Amazônia, e a missão dessa BioTec está sendo muito bem cumprida. E a nossa qualificação é para fazer a gestão da política pública de pesquisa e desenvolvimento das cadeias produtivas da biodiversidade. Algumas que o Pará é líder: açaí, cacau, que ultrapassou a Bahia, produção de dendê. Nós temos grupos excelentes que apresentaram estudos nessas áreas e os bancos estão querendo financiar alguns desses projetos. Estou colocando aqui alguns dos projetos já em funcionamento. A missão nossa é o descolamento da academia para o real. A prática é outra. A grande missão da BioTec é preencher essa lacuna”.

José Seixas Lourenço, Diretor-Presidente da BioTec-Amazônia.

CNAL – O Conselho Nacional da Amazônia Legal abrange os estados do Amazonas, Acre, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima, Mato Grosso, Tocantins e parte do Maranhão – mesma área da atuação da Sudam, que atualmente é presidida pela auditora do Tesouro Nacional Louise Caroline de Campos Löw.

O Conselho foi criado em 1995. Antes foi vinculado ao Ministério do Meio Ambiente até passar para a esfera da Vice-Presidência da República. É um órgão de cúpula cujo objetivo é reunir todos os setores que, de alguma maneira, possuem atividades conexas e voltadas para a Amazônia, no sentido de articular, deliberar e decidir sobre temas que envolvem a região.

Silvia Leão

Comunicação BioTec-Amazônia. E-mail: silviadesouzaleao@biotecamazonia.com.br. Telefone: (91) 99271-5573. Endereço: Espaço Empreendedor, localizado no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá – PCT Guamá, 3ºandar, salas 401 a 404.

Deixe uma resposta