BioTec Amazônia
O uso sustentável
da biodiversidade na Amazônia
Parcerias
A palestra Novo Marco: A Lei da Biodiversidade
Reuniões
Reunião de trabalho reforça parcerias da BioTec-Amazônia
Reuniões
O Papel da BioTec-Amazônia no Desenvolvimento Sustentável da Região
previous arrow
next arrow
Slider

Notícias

institucional

Quem somos

A BioTec-Amazônia é uma associação de direito privado, qualificada pelo Governo do Estado do Pará como Organização Social para promover o uso sustentável da biodiversidade estadual e regional. Foi constituída, em 2016, para gerir o programa paraense de incentivo ao uso sustentável da biodiversidade amazônica, o BioPará. Após um chamamento público, a organização social foi qualificada no dia 21 de setembro de 2017, com publicação do Decreto nº 1849, de 19 de setembro de 2017, no Diário Oficial do Estado do Pará, pelo Governador do Estado. O decreto publicado qualifica a BioTec- Amazônia como organização social para atuar na área de Desenvolvimento Tecnológico e Científico, conforme Lei Estadual nº 5980, de 1996 e Decreto Estadual nº 3876 de 2000. No dia 14 de dezembro de 2017, o Governo do Pará, por intermédio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), assinou o contrato de gestão com a Organização Social BioTec-Amazônia.

Objetivos estratégicos

  • Apoiar a criação e consolidação de ambientes de inovação nas regiões de integração do Estado
  • Estimular parcerias entre as ICT’s e o setor empresarial
  • O fomento do crescimento das cadeias industriais
  • A geração, com apoio da academia e de suas incubadoras, de novas empresas de base tecnológicas, voltadas prioritariamente, aos produtos da biodiversidade

Missão

Estimular o uso sustentável da biodiversidade da Amazônia, por meio da criação e fortalecimento de ambientes de inovação nas distintas regiões do Estado do Pará, incentivando a verticalização das cadeias produtivas, promovendo a interface entre a academia e a indústria.

Visão

Ser referência como Organização Social, em nível regional e nacional, em bioeconomia, agregando valor à biodiversidade amazônica, por meio de pesquisa e desenvolvimento em biotecnologia, estimulando a geração de bionegócios.

Valores

A gestão da OS BioTec-Amazônia é um sistema inteligente de governança voltado ao estímulo de uma economia dinâmica fundada no uso sustentável da biodiversidade, com a devida e adequada base científica e tecnológica. A BioTec-Amazônia sustenta-se na tríade: ciência, indústria e sociedade pois entende que a pesquisa aliada à produção correta gera benefícios imediatos para toda a comunidade.

EIXOS ESTRATÉGICOS

Articular com lideranças empresariais, acadêmicas e de governo alianças duradouras, voltadas para o aumento da inovação em setores econômicos selecionados pelo programa BIOPARÁ, por meio de arranjos institucionais inovadores que estabeleçam uma nova cultura de relacionamento em prol do desenvolvimento sustentável, baseadas no aproveitamento da biodiversidade amazônica. Apoiar a SECTET e as demais Secretarias da área de produção, em articulação com outros órgãos de governo e entidades empresariais (notadamente FIEPA, FAEPA, FACIAPA, ACP e Fecomércio-PA), na implantação de políticas públicas e na promoção de um ambiente de inovação, objetivando o adensamento e a verticalização das cadeias produtivas voltadas para o aproveitamento da biodiversidade paraense, com foco na desconcentração dos investimentos produtivos, conforme as diretrizes do programa BIOPARÁ. Assegurar o pleno funcionamento do Conselho de Administração, da Diretoria e do Conselho Fiscal, assim como o correto registro das suas decisões, de forma a estimular o controle social das ações realizadas pela OS, as ações de auditoria, entre outras possibilidades trazidas por boas e inovadoras práticas de gestão. Estabelecer e gerenciar projeto interno de captação de recursos financeiros junto a entidades locais, nacionais e internacionais, públicas e privadas, com o apoio do Conselho de Mantenedores, como forma de diversificar as fontes de financiamento mobilizadas pela Organização Social.

Estabelecer protocolos de intenção com investidores, visando à atrair empresas dos setores produtivos prioritários apontados no Programa Biopará e demais investidores. Promover a atração de empresas para os setores de interesse do Programa BIOPARÁ, para ambientes de inovação do Estado, em especial o Parque de Ciência e Tecnologia Guamá, incentivando a articulação das grandes empresas-âncora com as médias, pequenas e microempresas do Estado, bem como as startups, de modo a disseminar, em território paraense, as oportunidades de negócio para empresas de base tecnológica na área da biodiversidade. Organizar e conduzir, em articulação com instituições do Estado do Pará, públicas e privadas, eventos, missões empresariais e participação em feiras de promoção da inovação no Brasil e no exterior, voltadas para a identificação de oportunidades de negócio e investimentos para a agregação de valor em produtos da biodiversidade amazônica nos setores econômicos prioritários e estratégicos, conforme as diretrizes do BIOPARÁ. Promover vitrines de invenções nas áreas do BIOPARÁ (alimentos, fitofármacos, defensivos, cosméticos, nutraceuticos, superfrutas, óleos, essências, etc), capazes de gerar inovações, por meio da identificação e sistematização de resultados de pesquisas com este potencial. Promover a atração de investimentos para laboratórios e demais empreendimentos de interesse do Programa BIOPARÁ, aos ambientes de inovação no Estado, em especial para o Parque de Ciência e Tecnologia Guamá.

Dar suporte aos polos de inovação, incubadoras de empresas, escritórios de transferência tecnológica e aos ambientes de inovação do Estado do Pará, de forma geral, com foco no BIOPARÁ. Criar mecanismos eficazes voltados para a identificação das necessidades de qualificação de laboratórios nos ambientes de inovação considerados estratégicos para efetivar o Programa BIOPARÁ, por meio da formação de parcerias com órgãos estaduais e federais, notadamente com o SEBRAE, INMETRO, FIEPA, FAEPA e EMBRAPII.

Organizar e sistematizar informações sobre os segmentos de interesse do programa BIOPARÁ por intermédio de modelagem de bancos de dados que permitam agrupar laboratórios, recursos humanos, pesquisa & desenvolvimento e prestação de serviços tecnológicos, tópicos de interesse para a inovação em setores prioritários. Criar, sistematizar e institucionalizar, com consolidação progressiva, uma rede de expertises sobre temas estratégicos de áreas críticas do programa BIOPARÁ. Realizar estudos e análises de natureza estratégica, em parceria com instituições brasileiras e do exterior, de modo a informar ao setor empresarial, em alto nível, a ação de Governo e de associações empresariais na elaboração de políticas públicas e programas no âmbito do Estado do Pará voltados para o aproveitamento sustentável da biodiversidade amazônica. Difundir a cultura da propriedade intelectual nos ambientes acadêmicos, nas comunidades tradicionais e fornecedoras de insumos e nos meios empresariais, em articulação com os Núcleos de Inovação Tecnológica – NITs, com a UNIVERSITEC e com outras instâncias congêneres de instituições de P&D, com vistas à transformação de conhecimento em inovação.

Implantar ambiente de trabalho promotor da criatividade e da formação de parcerias, em particular com o meio empresarial, em instalações físicas austeras, acolhedoras e modernas, no Espaço Inovação do PCT-Guamá, assim como um escritório de articulação da Organização Social nas dependências do Instituto SENAI de Inovação. Selecionar, atrair e reter equipes técnicas, assessoria de comunicação e administrativa de alto nível, por meio de contratação direta de empregados e consultores, assim como pela cessão de servidores públicos e privados e a atração de talentos através de programa de bolsas e de estágios orientados. Atrair talentos (locais, de outros estados e do exterior) para áreas de conhecimento estratégicos, voltadas ao uso sustentável da biodiversidade, por meio de bolsas de estímulo à inovação, tanto no nível sênior quanto no nível júnior. Elaborar e aprovar, na instância apropriada da BioTec–Amazônia, instrumentos institucionalizados que assegurem o pleno funcionamento da Organização Social, com ganhos sensíveis de eficiência, assim como a comunicação para a sociedade dos benefícios econômicos e sociais trazidos pelo aproveitamento sustentável da biodiversidade Amazônica.

Equipe Biotec

Luiz Antônio Barreto de Castro
Consultor Técnico
Engenheiro agrônomo pela UFRRJ, Mestre em Agronomy (Mississippi State University), Doutor em Plant Physiology (University of Califórnia - Davis) e Pós-Doutor em Biologia Molecular de Plantas University of California -LA (UCLA). Titular da Academia Brasileira de Ciências, Secretário do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) por 13 anos; Pesquisador da Embrapa; Instituiu a Engenharia Genética de Plantas no Brasil; Rede Nordeste de Biotecnologia (RENORBIO); Rede de Biodiversidade e Biotecnologia da Amazônia Legal - Bionorte e a Rede Centro Oeste. Foi presidente da Sociedade Brasileira de Biotecnologia (SBBiotec) por três mandatos. É pesquisador Emérito do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
José Seixas Lourenço
Diretor Presidente
Físico pela Universidade de São Paulo, Mestre e Doutor em Geofísica pela Universidade de Berkeley (EUA). Foi reitor da Universidade Federal do Pará e reitor pro tempore da Universidade Federal do Oeste do Pará, além de ter sido diretor-presidente do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA) e do Museu Paraense Emílio Goeldi, Secretário de Coordenação dos Assuntos da Amazônia Legal do Ministério do Meio Ambiente, Recursos Hídricos e da Amazônia Legal – MMA, Secretário Executivo do Conselho Nacional da Amazônia Legal – CONAMAZ, Assessor Especial do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), para assuntos de regionalização das ações de Ciência e Tecnologia (C&T) e Secretário de Estado de Educação do Pará.
Israel Feferman
Consultor Técnico
Farmacêutico-bioquímico, extensão universitária em estatística (modelos experimentais); Master in Business Administration (MBA) em gestão empresarial. Tem 38 anos de experiência em empresas farmacêuticas e cosméticas e além de ter atuado como diretor executivo de Pesquisa e Inovação.
Amanda Lima
Assessora Técnica
Administradora de Empresas com gerenciamento de negócios pela Universidade do País de Gales, Lampeter. University of Wales, Lampeter e mestre em Negócios Internacionais pela Universidade de Londres. Tem experiência em prospecção de negócios sustentáveis e na condução de projetos para captação de recursos e investimentos em bionegócios.
Sérgio Alves
Assessor Técnico
Biólogo pela Universidade Federal do Pará, Doutor em Recursos Florestais/ Conservação de Ecossistemas pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP). É professor universitário dos cursos de Graduação e Pós-Graduação em Administração de Empresas, Engenharia e Gestão Ambiental. Tem experiência em captação de investimentos nacionais e estrangeiros, em bioenergia e biotecnologia de plantas oleaginosas.
Camila Moreira Bastos
Assessora Técnica
Engenheira de Alimentos e Mestre em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Possui experiência corporativa em grandes indústrias nos segmentos de óleos vegetais e bebidas, com vivência nas áreas de P&D e Qualidade.
Dâmaris Busman
Assessora Técnica
Farmacêutica pela Universidade Federal do Pará (UFPA), especialização em Farmácia de Manipulação Magistral e Cosmética pelo Centro Universitário do Pará (CESUPA), aperfeiçoamento em Ciência e Tecnologia Cosmética (2007) pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FCFRP-USP), especialização em Cosmetologia (2008) pela Faculdade de Educação e Cultura Montessori (FAMEC) em parceria com a Associação Brasileira de Cosmetologia (ABC), Mestrado em Ciências Biológicas (2004) pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA) e Doutorado em Biotecnologia (2016) pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Possui experiência nas áreas de biotecnologia e bionegócios.
Silvia de Souza Leão
Analista de Gestão
Jornalista e Publicitária pela Universidade da Amazônia (Unama), mestranda no Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Linguagens e Cultura da mesma instituição, atuando principalmente com mediações culturais, análise de discurso, fotografias e imprensa escrita. Tem experiência em produção de conteúdo jornalístico, identidade visual e assessoria de comunicação institucional.
Flávio Alves Lima
Administrativo-Financeiro
Graduando em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Integrante da Konsili Jr. (Empresa Júnior da FACECON/UFPA). Possui certificação Profissional da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (ANBIMA) - Série 10, voltado a profissionais que atuam na prospecção ou venda de produtos de investimento diretamente para o público.
Sibele Maria Bitar de L. Caetano
Diretora Administrativa-Financeira
Administradora, especialista em Gestão de Pessoas. Tem experiência na área de gestão de projetos, capacitação e desenvolvimento profissional, gestão administrativa e financeira. Foi Diretora do Departamento de Pós-Graduação, do Centro de Capacitação e Pró-Reitora de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal da Universidade Federal do Pará (UFPA), Diretora Administrativo-Financeira da Secretaria de Governo, além de Diretora de Operações Técnicas da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Estado do Pará.
Hélvio Moreira Arruda
Assessor Técnico
Administrador de Empresas; Especialista em Marketing; Mestre em Administração. Autor dos livros Força de Vendas e Pesquise e Venda. É professor universitário na graduação e na pós-graduação. Avaliador Institucional, de Cursos e de Ensino a Distância (EAD) do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) do Ministério da Educação (MEC).
Fernando Queiroz
Assessor Técnico
Graduando em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Tem experiência na elaboração de Projetos Técnicos-Econômicos-Financeiros para Empresas dos Setores Industrial, Agroindustrial, Comércio e Serviços.
Natasha Mayara do A. Dias Silva
Analista de Gestão
Administradora de Empresas, graduanda em Ciências Contábeis e se especializando em Auditoria e Controladoria. Tem experiência em auditoria e prestação de contas, gestão de materiais e patrimônio e gestão de pessoal.
Manoel Malheiros Tourinho
Assessor Técnico
Agrônomo pela Universidade Federal Rural da Amazônia (1963), Mestre em Recursos Naturais pelo Instituto Interamericano de Ciencias Agricolas - IICA, Costa Rica e Doutor em Sociologia Rural pela University of Wisconsin - Madison, nos Estados Unidos (1992). É professor Titular Emérito da UFRA, Coordenador do Projeto VÁRZEA do Instituto Socioambiental e dos Recursos Hídricos - ISARH/UFRA e Vice-Presidente Brasil da Associação das Universidades Amazônicas - UNAMAZ (2000-2005)). Tem experiência na área de Agronomia e Sociologia Rural, com ênfase no Manejo Comunitário de Recursos Naturais em Várzeas da Amazônia.
Amanda Fontelles Alves
Analista de Gestão
Advogada pelo Centro Universitário do Estado do Pará (CESUPA). Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Universidade Federal do Pará (PPGD/UFPA). Especialista em Direito Administrativo pela Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo (Direito FGV/SP). Tem experiência em Direito Público, com ênfase em Direito Administrativo, Direito Urbanístico e Direitos Humanos.
PATRÍCIA CHAVES DE OLIVEIRA
Assessora Técnica
Engenheira Agrônoma pela Universidade Federal Rural da Amazônia; Mestra em Agronomia com concentração em Fisiologia Vegetal pela Universidade Federal de Lavras e Doutora em Ciências Agrárias com área de concentração em Sistemas Agroflorestais pela Universidade Federal Rural da Amazônia & EMBRAPA-CPATU. É professora Associada da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), no Instituto de Biodiversidade e Florestas, docente no Programa de Pós Graduação em Recursos Naturais da Amazônia, tendo exercido os cargos de Assessora de Relações Nacionais e Internacionais (ARNI) e Diretora do Parque em Ciência e Tecnologia do Tapajós (PCT-Tapajós).
previous arrow
next arrow
Slider

Fale Conosco

Onde Estamos

Espaço Empreendedor
Av. Perimetral da Ciência s/n, Km 1
Parque de Ciência e Tecnologia Guamá
Prédio Espaço Empreendedor
3º andar, salas 401 a 404.

Escritório de Articulação
FIEPA - Tv. Quintino Bocaiúva, nº 1588, 4º andar, Bloco A Tel: (91) 4009-4799

Contato

contato@biotecamazonia.com.br

Fechar Menu