O uso sustentável da biodiversidade na Amazônia

A Associação BioTec Amazônia, gerenciadora do programa paraense de incentivo ao uso sustentável da biodiversidade amazônica, o BioPará, desenvolve suas atividades em concordância com eixos estratégicos que dizem respeito, por exemplo, à governança inovadora e articulação estratégica a partir da construção de alianças entre atores do ambiente de inovação do Estado. Além disso, a BioTec Amazônia pretende contribuir com a criação e aperfeiçoamento de leis estaduais de inovação e de incentivos fiscais e promover uma gestão estratégica da informação sobre Ciência e Tecnologia no Pará, com o objetivo de atrair novos negócios à região e favorecer parcerias entre a academia e o setor produtivo.

Para isso, as atividades desenvolvidas na BioTec procuram se adequar aos seus objetivos estratégicos, para atingir suas metas e indicadores apontados na sua concepção em outubro de 2016 quando propôs a promoção e o uso sustentável da biodiversidade amazônica, em especial do estado do Pará, para fins de desenvolvimento econômico e social, bem como difundir o conhecimento e prestar informações e serviços nas áreas de Biodiversidade, biotecnologia e bionegócios.

Visitas das Comunidades Tradicionais

Uma agenda de visitas de representantes das comunidades tradicionais à BioTec traz articulação entre meios empresariais e fornecedoras de insumos. Foi o que aconteceu nas visitas ocorridas no dia 20 de março de 2018 com a presença de Rose Guimarães, do Instituto de Estudos Integrados Cidadão da Amazônia (INEA) e de membros da Associação dos Produtores Orgânicos de Boa Vista (APOBV).

O INEA é entidade privada estabelecida desde 2003 em Santarém (PA) podendo atuar na Amazônia Legal. Em reunião com a BioTec Amazônia e Sebrae, Rose Guimarães explicou os produtos desenvolvidos e modelados em borracha natural, o látex da seringueira (Hevea brasilienses) pela união da tecnologia de borracha TECBOR com a cultura local transforma-se em Folha Semi-Artefato (FSA) e em Folha de Defumação Líquida (FDL). São mantas de borracha natural amazônica de qualidade superior.

As borrachas são fabricadas pelos próprios moradores de Jamaraquá que seguem processos, tais como: inventário da seringueira, coleta do látex, higienização, coagulação, calandragem e secagem natural. Esses processos são considerados importantes para o manejo adequado, produtividade e origem dos produtos. A produção da borracha ocorre num sistema familiar, de respeito à natureza, com retorno socioeconômico e ambiental para a comunidade.

A Associação dos Produtores Orgânicos de Boa Vista (APOBV), fica a 105 km da sede do município ao qual pertence, Acará. em sua primeira visita à BioTec Amazônia, busca promover o desenvolvimento sustentável da cadeia da biodiversidade em comunidades rurais do Pará, priorizando a produção de alimentos saudáveis, geração de renda, segurança alimentar e gestão de recursos naturais, por meio do desenvolvimento e adaptação de tecnologias sociais em sintonia com os conhecimentos e saberes locais.

A APOBV foi recebida pelo Diretor Presidente da BioTec, José Seixas Lourenço, que conheceu o trabalho desenvolvido pela comunidade e seu grande potencial turístico e empreendedor, tendo em vista as atividades desenvolvidas lá, a exemplo do cultivo de frutos como açaí, cupuaçu e cacau, a produção de farinha e o cultivo de ervas e plantas como priprioca, pataqueira e captiú, as quais servem de matérias-primas para uma grande empresa nacional de cosméticos.

Essas atividades são metas do Eixo 4, “Sistematização e Gestão Estratégica de Informações para o Fortalecimento de Bionegócios”, com o objetivo estratégico de difundir a cultura da propriedade intelectual nos ambientes acadêmicos, nas comunidades tradicionais e fornecedoras de insumos e nos meios empresariais, em articulação com os Núcleos de Inovação Tecnológica – NITs, com a UNIVERSITEC e com outras instâncias congêneres de instituições de P&D, com vistas à transformação de conhecimento em inovação.

COSMOPROF

A bolsista da BioTec Amazônia, Amanda Lima, participou da COSMOPROF Worldwide Bologna, um evento de 5 dias que aconteceu de 15 a 19 de março de 2018, em Bologna, na Itália. A exposição da COSMOPROF é dedicada aos vários setores da indústria da beleza: perfumaria e cosmética, produtos naturais, embalagens, máquinas, fabricação de produtos e matérias-primas, beleza e spa, cabelo e unhas.

Um grande número de expositores, visitantes e compradores do exterior estão transformando este evento, ano após ano, em um “centro” internacional especializado, onde profissionais e tomadores de decisão se reúnem para desenvolver seus negócios. Os expositores têm a oportunidade de chegar ao mundo e não só fazer sentir a sua presença, mas até selar os negócios mais lucrativos.

Então, baseado no Eixo 4, com a “Sistematização e Gestão Estratégica de Informações para o Fortalecimento de Bionegócios”, participar da COSMOPROF é realizar estudos e análises de natureza estratégica, em parceria com instituições brasileiras e do exterior, de modo a informar ao setor empresarial, em alto nível, a ação de Governo e de associações empresariais na elaboração de políticas públicas e programas no âmbito do Estado do Pará voltados para o aproveitamento sustentável da biodiversidade amazônica.

Marco Legal da Regulamentação da Inovação

O Diretor Presidente da Associação BioTec Amazônia, José Seixas Lourenço, esteve, em Brasília, no mês de março de 2018, em evento organizado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), para o Seminário Implementação do Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação. O Marco Legal regulamentou da Lei 13.243, de 2016, e aprimorou não só a Lei de Inovação, mas outras oito leis que regiam o setor para tornar menos burocrática a relação entre as instituições de ciência e tecnologia e o setor empresarial.

Outro objetivo estratégico da BioTec é apoiar a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) e as demais Secretarias da área de produção, em articulação com outros órgãos de governo e entidades empresariais (FIEPA, FAEPA, FACIAPA, ACP e Fecomércio-PA), na implantação de políticas públicas e na promoção de um ambiente de inovação, para a consolidação e verticalização das cadeias produtivas voltadas para o aproveitamento da biodiversidade paraense, com foco na desconcentração dos investimentos produtivos, conforme as diretrizes do programa BIOPARÁ.

 

Texto: Silvia de Souza Leão
Comunicação BioTec-Amazônia
E-mail: silviadesouzaleao@biotecamazonia.com.br/ biotecamazoniacomunica@gmail.com
Telefone: (91) 99271-5573
Endereço: Espaço Empreendedor, localizado no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá – PCT Guamá, 3ºandar, salas 401 a 404.

Silvia Leão

Comunicação BioTec-Amazônia. E-mail: silviadesouzaleao@biotecamazonia.com.br. Telefone: (91) 99271-5573. Endereço: Espaço Empreendedor, localizado no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá – PCT Guamá, 3ºandar, salas 401 a 404.

Deixe uma resposta

Fechar Menu